Perdas salariais da tropa chegam a 18,53%

24/03/2016 00:58


O auditório não lotou mas dezenas de policiais e bombeiros militares marcaram presença na Assembléia Geral promovida pelas entidades representativas da tropa. A Associação de Praças (ASPRA - PE) marcou presença através do presidente José Roberto Vieira que compôs a mesa, além dos diretores Subtenente Ricardo, Salatiel Berto e Luciano Falcão.

Atendendo ao convite da ASPRA - PE, a técnica do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Milena Prado, também esteve no evento. O objetivo foi promover uma avaliação mais realista e profissional sobre as perdas salariais sofridas pelos PMs nos últimos anos. Cálculos apontam uma defasagem salarial de 18,53%. 

Na próxima segunda-feira, diretores de todas as entidades representativas vão se reunir com profissionais da área de economia para a elabora de um documento a ser encaminhado ao Governo até o dia 30 de março.

 


 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!